DICAS TAHITI

  Enquanto a temporada Brasil não começa, fico pensando o que poderia escrever para vocês aqui no Blog...

 Recebí essa mensagem pelo FB da Maíra e decidi escrever em público, assim vocês que estão planejando conhecer esse paraíso já vão se preparando:

  • "Oi Fabiana! Ano passado nós fomos ao Hawaii e vc nos deu dicas valiosas!!! Esse ano estamos programando irmos pro Tahiti, será que você poderia nos dar algumas dicas novamente? Estamos programando passar 1 dia em Papeete, 03 em Bora Bora e 03 em Moorea em janeiro. Essa divisão entre as ilhas esta legal?
    Janeiro é um bom mês ou realmente chove muito? É difícil fazermos um passeio para conhecermos o local o campeonato de Teahuppo? Onde vcs fizeram a tatoo? Adoraríamos ouvis as sugestões de vcs! Obrigada"


    IAORANA! (Saudação local)



    Vamos lá! Minha dicas são como mulher de surfista tudo bem? Tento arrastar o marido para os passeios culturais e atividades para a Belinha mas nem sempre é possível.

    Fui para o Tahiti algumas vezes, sempre para Papeete, mais precisamente para a Vila de Teahupoo o local favorito pelos surfistas. Somente na última viagem conhecemos a Ilha de Moorea, o que me fez mudar de opinião sobre o Tahiti.

     Para chegar até Papeete a capital da Polinésia Francesa saindo de SP, a rota mais fácil é passando por Santiago do Chile e Ilha de Páscoa. Geralmente a chegada é na madrugada, então o melhor a fazer é já ir com tudo planejado, como transporte e hospedagem.

    Lá é tudo muito caro! No nosso caso que sempre ficamos próximos as ondas, levamos 1 hora e meia de carro até chegar na casa de família que sempre nos hospedamos.
    Essa é a forma mais comum de hospedagem para quem quer ficar em Teahupoo. Em média, custa entre U$ 50 e 70 por dia, por pessoa fora refeiçoes, que por alguns dólares a mais é oferecida pela família. Muita baguete, peixe e sashimi. Tudo o que você come de pão durante o dia é compensado por um belo sashimi a noite!

    Não deixe de provar a Poison Cru, um tipo de ceviche local que leva leite de côco, uma delícia!
    Esse foi o único desejo que senti quando estava grávida. Por sorte eu estava lá!

    Pato surfando a perfeição de Teahupoo

    Para chegar até a onda é uma boa remada, os locais oferecem serviço de barco, caro também, mas vale a pena. Já fomos de caiaque e remando mas no terceiro dia você já está muito cansado...

    Assistindo o Déda surfar enquanto a mãe registra tudo, com o coração na mão, é claro!

    Teahupoo fica no "fim da ilha"e não tem muito o que se fazer por lá. Para as mulheres não esperem muita beleza, areia branca e águas transparentes. A beleza maior  é a onda, que quando está perfeita é uma obra de arte!!!

    As paisagens e bangalows sobre águas cristalinas eu encontrei em Moorea!

    Papeete também não é luxuosa, arquitetura simples e lojas nada interessantes...
    O mercado local é bacana! Frutas, produtos locais, cangas, pérolas e bugigangas em geral!
    Museu Gauguin, no caminho para Teahupoo merece uma visita.
    As farmácias são super interessantes, ótimos produtos franceses como cremes e medicamentos com preço bem melhores que aqui no Brasil. (La Roche e Avene são algumas das linhas francesas)

    As pérolas negras são lindas, uma ótima lembrança da Polinésia! No mercado existe um studio de tatuagem, muitos amigos já se tatuaram lá e o bacana é que todo traço tem um significado. Uma recordação para nunca mais esquecer!

    De Papeete sai um ferry boat (Balsa) para Moorea. Leva aproximadamente 40 minutos e tem um visual bem bonito. É super confortável  com sinal de wii fi, café e lojinha. Se preferir ir de avião o vôo leva 10 minutos.

    Chegando em Moorea subimos a montanha "Le Belvedere"e tivemos uma visão incrível de Bora Bora e Papeete.

    Nos hospegamos por 3 dias no Hotel Intercontinental e lá vivi o sonho polinésio que via nas revistas. Bangalows sobre o mar, café da manhã trazido por um casal de Tahitianos que chegavam cantando e o mais legal na minha opinião, o mergulho com golfinhos!
    No prório hotel eles criam golfinhos que um dia foram maltratados ou estavam doente.
    É um dos poucos lugares no mundo em você tem contato direto com esses animais, eu tive o prazer de realizar meu sonho onde fui levada por um golfinho, abraçada no corpo dele, submersa até onde meu folego aguentasse! Inesquecível!

     O Tahiti das revistas, enfim em Moorea



     Era acordar e cair na água!


     Meu sonho realizado, contato com golfinho.


    Próximo ao hotel, 20 minutos de caiaque, você tambem mergulha com arraias que deslizam pelo seu corpo ao mesmo tempo em que está sendo observado por tubarões de 1,5 m!

    Para quem gosta de água, o Tahiti é perfeito!

    Os meses chuvosos são entre abril e novembro e é chuva pesada mesmo, passageira porém diversas vezes ao dia.

    Carona por lá é bem comum. Acho válido pois só um local pode te dar aquelas dicas preciosas mesmo.

     Café da manhã trazido pela canoa.



     A água mais parecia um espelho!


    A dança Tahitiana é linda, não perca a oportunidade de assistir um show ou até fazer uma aula de "Tahitian Dance". Muitas garotinhas já vão para a escola de dança desde cedo, é uma gracinha ve-las dançando. Se estiver viajando com sua filha, como é o nosso caso, vale a pena levá-la fazer uma aula.

    Para nossa amiga Maíra, acho legal essa divisão que vocês estão planejando. Ainda não conheço Bora Bora, mas todos que vão se apaixonam!

    VISTO - Brasileiros não precisam
    MOEDA LOCAL -  Franco Polinésio ( 1 U$ = 100 francos ) 1 Baguete = 300 francos
    FUSO HORÁRIO - 7 horas a menos que o Brasil
    IDIOMA - Francês e Tahitiano.

     Adoro essa foto, coloquei a câmera no tripé, acionamento automático e saiu assim!

    Boa viagem e Maruru (Obrigada em Tahitiano)
    Bjs
    Fabi





Comentários

Manuela disse…
Fabiana, eu fui para Polinésia Francesa em janeiro de 2011, sem pacote de viagem, fiz tudo só, porque se tivesse ido por alguma empresa teria saído bem mais caro.
Fiz esse mesmo roteiro: cheguei de madrugada e passei uma noite no Sofitel em Papeete, no outro dia de manhã peguei o ferry para Moorea, fiquei 3 noites no Sofitel e depois fui para Bora Bora, fiquei mais 3 noites no Intercontinental Le Moana.
O Sofitel em Moorea é lindo, adorei ficar lá, a estrutura do hotel é ótima, voltaria com certeza.
Em Bora Bora você pode decidir se fica no hotel na ilha principal (no meu caso) ou fica nos hotéis mais isolados. Pelo o que eu vi, achei mais interessante ficar nos hotéis mais afastados, em pequenas ilhas, pois, mesmo sendo mais caros, acho que a experiência é mais interessante.
Todos os hotéis em Bora Bora tem transporte do aeroporto até o hotel e vice-versa, é só avisar o horário que você vai chegar, que eles reservam, é bem simples.

Passeios que fiz e recomendo: quadriciclo e jet ski em Moorea e mergulho em Bora Bora.

Chuva: quando eu cheguei em Moorea começou a chover forte, mas parou depois de uma hora e não choveu mais durante a viagem. Para mim, ir em janeiro valeu muito a pena! ;)

Dicas: quando for escolher o hotel, olhe bem as fotos, os comentários, pois alguns têm a água comum, não é transparente como nos outros.

Se der, tenta conhecer a Ilha de Páscoa, eu passei direto e perdi a oportunidade.
Fabi disse…
É Manu, vale a pena se or organizar por conta própria!
E sobre a Ilha de Páscoa sempre falamos que vamos parar e conhecer mas... nunca paramos, deve ser lindo!
Bjs
jacbenites disse…
Cada vez que faço uma visita aqui no blog dá uma vontade de sair viajando pelo mundo! Casal e Belinha, admiro demais vcs! Contando os dias para a nova temporada!
Renata Frasão disse…
não tem opção de camping e tals nesse role? estou super na pegada de agitar uma trip dessas, acabei d comprar uns equipamentos de camping, queria fazer um esquema mais roots e gastar menos tb.. hehehe...
tava dando uma navegada e vi q tem tantos equipamentos de camping q da ateh pra morar em um se duvidar.. rsrsrs, se liga: http://www.kanui.com.br/camping-lazer/
Tarcísio Alves disse…
Oi Fabi sou muito fã de vocês, admiro d+ seu trabalho atrás das cameras e o talento e estivo do Pato no surf ( mesmo eu não entendendo quase nada de surf surfando menos ainda, mas isso por enquanto), você poderia fazer um post sobre o Hawaii, tipo melhor época, como a ilha funciona, ja me falaram que existe praias onde só é frequentado pelos locais e turistas não são bem vindo por causa da relação que eles tem com os americanos achei estranho...., no meu caso estava querendo ir mesmo em um intercambio de idioma tem alguma dica que fica de hospedagem que mais barato? Qual a melhor ilha, bem sei lá, como vc que mora uma temporada por ano la deve ter muitas dicas.

Abraço Família Nalu
Felipe Schueler disse…
Valeu pelas dicas Fabi...Tem como fornecer os contatos da família onde ficam em Teahupoo??Meu email é contato@clickaction.com.br...Abs a todos da família Nalu!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Trilha Sonora

GRANADA - Ilha das especiarias